.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31

.Acabado de dizer

. o amor

. Cá por casa é tudo compli...

. Porque viver é mesmo assi...

. Março

. 2011

. PODIA SER DE UM FILME...

. PRENDINHAS DAS BOAS

. A NOSTALGIA DO NATAL

. A VIDA NÃO É FÁCIL...

. BIRRAS... COISA MAI LINDA...

.E já disse tanto...

. Julho 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Segunda-feira, 3 de Agosto de 2009

DELE!!

Anda autoritário. O menino acha que manda... então grita. Grita muito, principalmente quando o pai implica com ele e aí eu não sei com quem devo ralhar primeiro!!

 

Ele quer fazer tudo, quer ajudar todos e aquelas mãos mexem em tudo o que apanham a jeitinho!! Não há 1 segundo de sossego... "B. athuja à mãe... B. é nino!"(O B. ajuda a mãe... o B. é lindo),  "B. apaiz." (O B. é capaz), "B, fax!" (O B. faz!)... e ai de quem não o deixe fazer!

 

Confesso que em lugares públicos cedo um bocado, quando começa a fugir-me do colo tipo enguia, a começar a falar mais alto e a ameaçar começar aos gritos. Muitas vezes a melhor estratégia é deixá-lo pensar que manda e faz o que quer, e depois, com uma conversita ao jeito, dou-lhe a volta. Pena que o pai não consiga perceber uma coisa tão simples!

 

Anda despachado e decidido. Adora fugir-me quando sabe que preciso de o ir despachar, ou quando estamos a ir para o carro. E foge pela casa toda como se não houvesse amanhã, contorna obstáculos (leia-se pai) e tenta esconder-se sempre com um sorriso malandro na cara! No principio fico furiosa, mas quando o vou pegar já estou a rir-me também da malandrice dele....

 

Está cada vez mais perceptivel na fala, diz tudo, percebe tudo e enerva-se se alguém não percebe o que ele diz! Adoro quando faço alguma coisa e ele me diz "É mãe aí!!!... É B. aí ameim!", ou quando vamos no carro e ele "É pópó à mãe aí!!"!

 

Quer ser sempre ele a escolher o chapéu que vai usar... e eu não me posso esquecer de tirar da gaveta os chapéus que já não lhe servem, porque ele quando escolhe um, ninguém o demove! Já escolhe a roupa e os sapatos, e é deveras complicado fazê-lo perceber que não combina. Hoje estava eu a vestir-me chega ele. Olha para a camisola que tenho na mão, tira-a e, enquanto a põe na gaveta e aponta para outra diz-me "Ó mãe... etha não. Etha!" E quando visto a escolhida, levanta os braços com alegria e "Mãe é nina, mãe!".

 

É destemido, até demais. Não tem noção alguma do perigo, e parece que o adora desafiar. Exige subir sozinho no escorrega do parque em casa da avó, e manda-se de lá desembestado, acabando por cair disparado em cima da relva com uma gargalhada deliciosa. No baloiço canta "Aim, aão... a bexa à ãou... aíz à tátho... athem ão!" (Talim talão, cabeça de cão, nariz de gato, não tem coração!) e quando o empurro pede-me "Mutho mãe, mutho"!!

 

No Sábado quando almoçávamos o pai estava só a meter-se com ele, a fazer-lhe cócegas. Ele disse-lhe "Ó pai... theixa à B. papar!". Nós, que nunca o tínhamos ouvido dizer aquilo achamos um piadão, principalmente pelo tom de súplica. Agora, quando o agarro para  vestir ou para qualquer coisa que não lhe apeteça fazer, sai-se com um "Theixame!", e o tom nada tem de súplica, mas sim de ordem! Tá bonita!!

 

Lá em casa descobriu que é muito divertido brincar lá fora... a terra é tipo areia, mas não deixa de ser terra, e ele vem de lá castanho. Mas brinca tanto, entretém-se tanto tempo sozinho, com baldes, as formas, pás, colheres, vasos... faz estradas, escava com a retro escavadora, acarreta a terra no camião... adoro vê-lo a brincar. Quando me apanha a olhar para ele levanta a mãozita e dá-me um "Óua!" feliz!

 

Ah! E contrariamente à mãe, igualzinho ao pai, diz-me "Óua" "Athéu" a toda a gente, sendo que a maior parte das vezes é ele a meter-se com as pessoas, mesmo as que não conhece!

 

Ao longo do dia faz algumas birras, porta-se mal e dá-lhe muita vez o esparvão. Mas compensa tudo pelo sem numero de vezes em que sai disparado da vidinha dele e se agarra a nós aos beijos. É um beijoqueiro, adora miminhos e se me apanha de top adora esfregar-se em mim, qual gatinho, a sentir o contacto da pele dele com a minha!

 

Nem vale a pena dizer que continua a comer que nem uma bestinha!! Quer esperimentar tudo e mais alguma coisa. Come com satisfação e geralmente na primeira garfada sai-lhe sempre um "Hummm... é boum!". Adora pesar-se e dizer "Mãe, óia, B. thouze tiuos!" (Mãe, olha, o B. pesa 14 quilos!)...

 

 

tags:
publicado por Antes assim... às 14:05

link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De mamaepedro a 3 de Agosto de 2009 às 14:42
Esse pipoca é demais, farto-me de rir com ele. Ele agora vai tentando puxar a corda até onde vocês deixarem, por isso a querer mudar alguma coisa tem de ser com persistência.

Beijokas
De Antes assim... a 3 de Agosto de 2009 às 17:16
Muuuuiiita persistência amiga! É que o piqueno é teimoso como tudo!
Beijinhos

Comentar post

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.links

.tags

. todas as tags