.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31

.Acabado de dizer

. o amor

. Cá por casa é tudo compli...

. Porque viver é mesmo assi...

. Março

. 2011

. PODIA SER DE UM FILME...

. PRENDINHAS DAS BOAS

. A NOSTALGIA DO NATAL

. A VIDA NÃO É FÁCIL...

. BIRRAS... COISA MAI LINDA...

.E já disse tanto...

. Julho 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Sexta-feira, 12 de Junho de 2009

DOS FERIADOS...

O maridão anda com dor de cabeça ha tempo a mais. Já foi ao médico, ja fez os exames pedidos, agora é agurdar para saber os resultados. A mim quer-me parecer que o trabalho a 100%, o pouco descanso e, principalmente, a pressão que os pais lhe fazem com a situação familiar que originaram, levaram-no a um estado de irritação profunda... nervos à flor da pele... cansaço fisico e psicologico. Tambem me quer parecer que se a tal situação familiar se resolvesse um grande peso lhe saia de cima e ele melhorava substancialmente... eu já me coloquei, mais uma vez, à disposição para resolver tudo. Dispus-me a conversar, até cheguei ao meu limite e disse que ia a casa deles se fosse preciso. Se não me pedirem desculpa pelas mentiras inventadas, se não voltarem a falar comigo, não concebo a possibilidade de deixar o pipoca passar lá algumas tardes. Graças a Deus o marido compreendeu o meu ponto de vista. Seria impossivel... como é que eu podia ligar a saber se o pipoca estava com tosse ainda? Se tinha comido o lanche? Se continuava com dor de barriga? Se estava bem disposto e tinha dormido a sesta??? Como é que ia aparecer lá para o ir buscar, se o pai chega sempre tão tarde e eu saio às 17.30H??Se o faço com a minha mãe, não ia deixar de o fazer com a minha sogra, mas se ela não me fala?? Já para não falar que o pipoca tem quase 2 aninhos, que só quer dormir a sesta comigo e com a minha mãe... que nem com a minha tia ou a minha priminha eu o deixo completamente sozinho?? Por isso, não é apenas uma questão pessoal, de a minha sogra não me falar e eu estar sentida com ela. Em primeiro está o bem estar do meu filho e acho que não é a melhor altura para o submeter a uma situação de adaptação forçada e desnecessária. Se eles nunca cederem, quando o pipoca tiver 4 ou 5 anos saberá pedir-me para lá ficar, e se quiser vir embora, saberá ligar para mim, espero. Nessa altura não tenho intenção de o proibir, se for essa a sua vontade. Mas agora não pode ser. Até porque está na altura dos meus sogros perceberem que esta situação é ridicula, e eles tem que mostrar que têm realmente intenção de ter o neto. Parece que não se importam com esta situação, que não têm pena de não nos falarmos, que não percebem o mal que andam a fazer ao filho. Eu sinceramente, estou tão farta desta situação, de ver o marido assim, que so queria que eles viessem falar comigo... só não consigo é esquecer que me devem um pedido de desculpas, por uma questão de respeito, entre nós, e por mim propria.

 

Na quarta feira de tarde estivemos na loja da minha mãe, com a "mainha" (madrinha) do pipoca nos preparativos para o casamento: confirmar convidados, rever a lista, organizar as mesas, ufa... é mais dificil do que parece... à noite o marido foi bucar "pidza" (pizza) e foi o delirio do pipoca. nem sei bem porque, já que ele até nem gosta muito, e acabou a escolher os bocadinhos de fiambre!! Acho que gosta é do nome... a meio da noite voltou a pedir-me "pidza" e depois, ao pequeno almoço voltou a pedir-me!!!

 

Ontem, a convite do pai, fomos os 3 ao Oceanário. O pipoca adorou ver os "peixess", mas o que ele mais gostou foram os "inguins"... assim como a Amália e o Eusébio!!! Depois ainda fomos ao Vasco da Gama ajudar o meu mano a escolher os sapatos para o casamento... mas acabamos por não encontrar nada. O pipoca so queria ir para o chão e correr pelo meio daquela gente toda... eu parecia uma tonta atrás dele, já para não falar quando ele entrava feito doido nas lojas. E as birras... ai... tanta birra! Valeu a paciencia do tio e da madrinha... o pai nervoso de todo não ajudava, mas vá lá vá lá, que muito aguentou ele!! Quando chegamos a casa, mais umas birras porque queria saltar dos bancos para as costas do sofa e o pai não deixava... jantamos assim meio de rompante, comigo a acabar a refeição sozinha e ele a fazer birra. Depois foi lavar o carro do pai. Levou uma vassourinha para ajudar, caiu, esfolou os joelhos, meia birra,  quando resolveu começar a dar com a vassourinha no carro e o pai se passou, birra completa... mais uma!! Eu estou constipada, a minha cabeça doía-me tanto que parecia que ia explodir... ele a gritar, o pai a ralhar que ele so sabia era chorar... enfim. Tentei apagar o fogo, mudei-lhe a roupa e viemos ao cafe comprar um gelado. Ainda passamos nos meus pais, mais uma birrita e tal, porque queria andar no escorrega, que estava todo molhado porque a relva tinha estado a ser regada... Lá fomos ao café, pediu um ovo, que o pai lhe disse que ele não merecia... mas os "vá uá" dele amolecem-nos o coração. Acabamos por ficar um bocadinho na esplanada, com o meu mano e a cunhadinha, que entretanto chegaram. Claro que andava sempre alguem a correr atras dele, que não ficou sentado mais que 1 minuto!! Obrigada mano, pela paciencia... obrigada "mainha"... isso é que é fazer juz à categoria de madrinha!!

O que é certo é que chegamos ao fim do dia estafados, com dor de cabeça, e o pipoca cheio de energia... um bocado negativa demais para o meu gosto, mas o que se há-de fazer?? Afinal, isto é ser-se pai e mãe, não é?? Quando o vi a dormir que nem um anjinho, com aquela carinha descansada, e as mãozitas na minha cara, senti aquela sensação de dever cumprido, e que vale a pena cada pedido desesperado por mais meio kilo de paciencia!!

 

tags:
publicado por Antes assim... às 09:18

link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De mil sorrisos a 12 de Junho de 2009 às 13:19
E uma pena quando as familias nao se entendem... Quanto aos dias passados em familia, sao optimos, mas ficamos com um cansaço... Ui!! A bateria deles e que nunca se esgota!
Beijois e Mil Sorrisos
:o)))
(estou sem acentos, sorry!)
De Antes assim... a 12 de Junho de 2009 às 14:12
É que nunca meeeesmo!!! Haja energia para os acompanhar!!
beijinhos
De Maria Pereira a 12 de Junho de 2009 às 16:44
É provável que as dores de cabeça do teu marido sejam mesmo falta de descanso, espero que as vossas férias venham rapidinho.

Beijocas e bom fim de semana
De Antes assim... a 12 de Junho de 2009 às 17:02
Obrigada amiga... parte das minhas estão à porta, agora ele... talvez uma semanita em Agosto!!
Beijinhos

Comentar post

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.links

.tags

. todas as tags