.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31

.Acabado de dizer

. o amor

. Cá por casa é tudo compli...

. Porque viver é mesmo assi...

. Março

. 2011

. PODIA SER DE UM FILME...

. PRENDINHAS DAS BOAS

. A NOSTALGIA DO NATAL

. A VIDA NÃO É FÁCIL...

. BIRRAS... COISA MAI LINDA...

.E já disse tanto...

. Julho 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

FIM DE SEMANA

Num dos comentários de apoio que recebi... e desde já agradeço a todas as amigas virtuais, que tem sido incansáveis nos conselhos e nas palavras amigas de apoio e compreensão... mas estava a dizer, num deles a amiga do blog eu e os meus mandava-me literalmente "atirar" ao meu homem!!! Confesso que assim que acabei o comentário me deu vontade de o fazer... até porque estávamos tão afastados um do outro e eu tinha saudades dele, claro, se não não sofria assim!! Mas embora receba tantos concelhos nesse sentido, de lutar por ele, de me aproximar, de esquecer, de ignorar, o que é certo é que na hora H me vinham à ideia as coisas que ele disse ou fez e me magoaram e acabava sempre por me reprimir.... Ora eu também sei que ao afastar-me e ao deixar de lhe dar atenção ele acaba por fazer o mesmo. Pronto, aí eu admito a minha culpa. Não conseguia fingir que estava tudo bem, ignorar, dar mimos e carinhos... simplesmente não conseguia. Depois parei. Senti que mais uma vez teria que passar por cima disso. Tentar ficar bem, nem que fosse apenas por uma semana, até que ele volte a fazer algo que me magoe. Assim, a minha vontade de estar bem com ele, as saudades do meu marido e de um ambiente familiar minimamente agradável, mais uma vez, fizeram com que tentasse aproximar-me, mostrar-lhe que eu continuo aqui para ele, para a nossa família. Só lamento é o facto de estar constantemente a fazê-lo e a dizer que é só mais uma vez....e de nesse curto espaço de tempo que conseguimos estar bem eu andar sempre a fazer a contagem decrescente para o dia em que nos vamos chatear. Eu sei que não é só ele o culpado. Sei que me devia importar muito menos com certas coisas. Sei que devia ignorar e esquecer. Sei reconhecer aonde estou a errar mas não sei como não continuar a errar...

 

Assim, em mais uma das minhas tentativas, aproximei-me do marido!! Demorou até que ele percebesse que eu só quero ficar bem com ele e que para isso ele não pode continuar a brutar por tudo e por nada ,e a responder mal, e a implicar... Na sexta propus-lhe irmos ao Oceanário para comemorar o dia dos namorados... primeiro disse que já não éramos namorados... depois perguntou se tinha mesmo que ser no sábado, porque era dia de trabalho, podíamos ir no Domingo... pronto, pelo menos tentei. No sábado à tarde fui a Lisboa com a minha mãe e a minha tia ver uma colecção. Já não ia com elas há imenso tempo... pelo menos desde que estava grávida. Foi divertido, apesar do pipoca não se ter portado muito bem!! O malandro só queria mexer em tudo e fazer o que não devia. Mas divertiu-se, e eu também. À noite o marido perguntou se eu queria ir jantar fora, mas aquela hora avisei-o que não ia conseguir restaurante nenhum... tentou, mas não havia lugar, lógico!!! Assim, comeu o belo do empadão de frango que eu tinha feito, e que realmente estava muito bom! Acabou por me surpreender com uma prenda... uns sapatos da foreva bem giros. No entanto, comprou o n.º 38, que eu deixei de calçar há 1 ano (já é o quarto par de sapatos que me compra com o numero errado e depois temos que trocar)!! No Domingo perguntou-me se sempre queria ir ao Oceanário, ou se íamos trocar os sapatos... pois pois... enfim, como tinha a festa de anos do meu afilhado às 18.30H disse que podíamos ir trocar os sapatos... Acabei por trazer outros, muito lindos... e comprei-lhe um creme para a cara... como prenda do dia dos namorados. À noite ainda me pedinchou uma carteira nova, porque o creme foi mais barato que os sapatos... Mas como estamos bem, tudo em jeito de compreensão e brincadeira!! O que é certo é que hoje o marido acordou muito bem disposto, e as primeiras palavras que disse quando me viu foram carinhosas... não queria nada dizer isto, mas vai ter que ser: vamos ver até quando!!

tags:
publicado por Antes assim... às 10:40

link do post | comentar | favorito
14 comentários:
De descidaaterra a 16 de Fevereiro de 2009 às 11:46
Temos de lutar pelos nossos homens, pelas nossas famílias. Não é? E ainda dizem eles que são o sexo forte...Aproveita enquanto é bom que eu vou fazer o mesmo!Beijinhos
De Antes assim... a 16 de Fevereiro de 2009 às 12:22
Sim amiga, se é isso que queremos temos que lutar por isso... desde que ainda vá valendo a pena!!
Beijinhos
De maebabada a 16 de Fevereiro de 2009 às 12:53
ó mulher....não estejas sempre à espera do mal senão ele vai mesmo aparecer! começa ja a pensar na investida para o proximo fim de semana, programem ja qualquer coisa, unem-se a pensar nisso e aproveitam depois..dia a dia vão cimentado a alegria nas vossas vidas..(ok..eu hoje estou definitivamente lamechas...assim com frases de romances de cartão..mas olha é o que se arranja :o))))

beijocas
De Antes assim... a 16 de Fevereiro de 2009 às 14:27
Ó pá, não estás nada lamechas, que eu sei que és uma romântica !!! E eu sei que não posso estar sempre à espera do mal, mas raios, sou teimosa ao ponto de não conseguir evitar... nisto sou muito pessimista . Que treta. Mas já disse e mantenho, prometo que vou tentar ser mais positiva, prometo!!
Beijinhos
De Anónimo a 16 de Fevereiro de 2009 às 13:59
Olá outra vez ( não resisto, é mais forte que eu)

Gostei muito do que li. Mas, desculpa, permite-me dois apontamentos: 1º - Nunca digas que só vais tentar mais uma vez. Tenta, tenta, tenta, tenta e tenta, tenta outra e outra vez. Lutarmos pela nossa família não tem número de vezes. Pára só no dia que ele disser que não quer mais ou quando tu não quiseres mais (porque já não amas e não porque estás cansada de o fazer).
2º - Já to disse, e nunca esqueças disso, nós homens somos básicos. Desatentos ao pormenor e sem grande criatividade (pára de ver filmes românticos que aqueles homens não existem - quando é que as mulheres vão perceber isso?!). Ele percebeu-te (tarde como é apanágio de nós homens) e deu um passinho, é certo, mas deu.
Agora a crítica (desculpa lá mas vai ter que ser): Tens a cabeça tão cheia de passados, de mágoas, de coisas a te prá-ocupar que não reparaste na oportunidade de brilhar. Vocês quando namoravam só iam a restaurantes com marcação? Quantas vezes foram ao Pizza-hut ou ao Mcdonalds? Porque é que tem que ser tudo prefeito e bonitinho? Não havia nenhum dos ditos aberto onde pudessem comprar um hamburger empraguenado de gordura comido meio à pressa e depois comprarem um sundae de chocolate (eu adoro sundae de chocolate) para dividirem num banco de uma praça qualquer e acabrem a noite a rir da cara de um do outro? (o raça! tem que ser tudo planeado, perfeito e romântico)... para bom entendedor meia palavra basta.
Por fim... SOMOS BÁSICOS. Nunca acertamos com o número do sapato, com o tamanho do vestido, com o perfume preferido, com o tamanho da langerie. E ficamos furiosos porque vocês em vez de verem a nossa herculeana tentativa de agradar, ficam presas à merda do pormenor do tamanho do sapato...

Viva as pipocas!
Beijos
De Antes assim... a 16 de Fevereiro de 2009 às 15:08
Olá! Não resistas, que eu estou a adorar os teus comentários... saber a opinião masculina é sempre outra coisa, e ajuda!! Adorei o 1º apontamento e prometo que não vou esquecer o 2º! Quanto às criticas , são sempre bem vindas. Devo esclarecer que a situação do restaurante não foi uma critica... ele próprio faz questão de marcar sempre restaurante, mesmo quando não há necessidade disso, desde que um ano andamos ate as tantas à procura de um, eu a rir-me e ele furioso!!! Até porque eu não sou muito exigente nisso do tudo perfeito e bonitinho, e dou-me muito bem com desenrascanços no Mc (adoramos)!! Quanto à merda do pormenor do tamanho do sapato, o que eu já me ri com este teu comentário, confesso que ao fim de quase dois anos a calçar 39 e 3 pares de sapatos trocados, esperava que ele se lembrasse que já não tenho pés de Cinderela ... Ok, erro admitido. Mas olha que apreciei e muito a tentativa de me agradar... e se agradou!! Prometo que em breve ate escrevo um post de elogio à maravilhosa habilidade do meu marido para me escolher prendas, e demonstrar que há homens decididos e com muito bom gosto!! E pronto, viva as pipocas ; ))
Beijinhos
De mamaepedro a 16 de Fevereiro de 2009 às 14:01
Vai aproveitando sem antecipares muito as coisas, se não, não há vivência possivel.

Beijinhos
De Antes assim... a 16 de Fevereiro de 2009 às 14:16
Prometo que vou tentar, a sério!!

Beijinhos
De mamaediogo a 16 de Fevereiro de 2009 às 16:13
fiquei mt contente por este teu post...ainda bem q lutaste pelo q amas....eu sei q é dificil.......mas vais ver q vai valer a pena...

Beijos muito grandes
De Antes assim... a 16 de Fevereiro de 2009 às 16:43
Ai amiga, espero mesmo que sim... que valha muito a pena!!
Beijinhos e obrigada!
De me a 16 de Fevereiro de 2009 às 17:22
Mais uma a opinar:

Sabes o que eu acho? Que deves seleccionar muito bem aquilo a que deves dar importância, pois acredita que metade provavelmente não valerá a pena valorizar.

Há algum tempo atrás apanhei uma grande decepção com um casal das minhas relações, mas serviu para dar muiot mais valor ao que tenho - sendo certo que tanto ele como eu temos defeitos! :)

Bjoquinhas
De Antes assim... a 17 de Fevereiro de 2009 às 09:13
Ora aí está uma grande verdade, seleccionar aquilo a que dar importância !! O problema é que é difícil , e embora eu saiba perfeitamente aquilo a que não devo dar essa importância , volta e meia e caio na armadilha! Mas vou tentando cada vez mais valorizar o que vale a pena... e tentar que o resto me passe ao lado!
Obrigada e beijinhos
De Cristina a 17 de Fevereiro de 2009 às 10:19
Peço desculpa por me estar a entrometer, mas tenho vindo a ler os seus post e não resisto a comentar, sou casada já lá vão 23 anos, e tive um periodo bastente feio na minha vida conjugal (também por culpa de terceiros) mas como cheguei à conclusão que o amava e ele a mim, lutei pelo que queria, lutar pelo que se quer não significa desistir de ser quem somos, mas sim saber separar o que realmente é importante daquilo que não ´é, e o seu marido ainda lhe oferece sapatos de senhora embora de nº errado, mas o meu ofereceu-me um perfume de homem e nem deu conta, o que é que eu fiz?? ri-me da situação e fomos os dois trocar o perfume. E não pense que isto é conversa de velha pois eu tenho 42 anos, casei foi aos 19.
amiga aproveite cada momento e não fique à espera que venham coisas más.
Beijinhos e boa sorte.
De Antes assim... a 17 de Fevereiro de 2009 às 10:33
Não intromete nada, e eu agradeço o seu comentário! Já agora podia dar-me umas dicas de como conseguir ser forte o suficiente para que não dê importância ao que não devo... e essa do perfume está muito boa, eh eh eh. Mas realmente considero esses pormenores importantes, e gostei muito da surpresa do marido!!
Muito obrigada pelo comentário, a sério, e beijinhos

Comentar post

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.links

.tags

. todas as tags