.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31

.Acabado de dizer

. o amor

. Cá por casa é tudo compli...

. Porque viver é mesmo assi...

. Março

. 2011

. PODIA SER DE UM FILME...

. PRENDINHAS DAS BOAS

. A NOSTALGIA DO NATAL

. A VIDA NÃO É FÁCIL...

. BIRRAS... COISA MAI LINDA...

.E já disse tanto...

. Julho 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009

AI CA NERVOS...

Estou triste, decepcionada e furiosa... comigo mesma! É que há dias em que uma pessoa é estupida mil vezes, e ainda por cima sem qualquer razão que o justifique. Ontem deitei-me mais tarde porque quis. De manhã preguicei mais 10 minutos na cama porque fui mandriona, coisa que nem é nada de eu gostar de fazer... Andei a correr que nem uma maluca para me despachar, e o pipoca, fascinado com a grua e com os camiões de cimento que estavam a chegar à obra em frente à nossa casa, ficava ali paradito, embasbacado e deliciado a olhar para aquilo tudo... O maridinho, queridinho lindo, que cortou metade da relva do jardim, ainda me fez o reparo de que eu bem podia ter varrido o passeio da entrada. Pois... cheguei a casa de noite e bem me lembrei eu foi daqueles bocaditos de relva ali espalhados... alem disso, os senhores das obras estão a trabalhar para ele, devem estar mais preocupados em fazer um bom trabalho do que reparar no nosso passeio!!! Lá consegui convencer o pipoca a entrar para o carro, fomos buscar a minha mãe e vi que ainda tinha 5m para um café rapidissimo. Quando acabo de estacionar, vou a abrir a porta e está uma parvalhona a estacionar ao meu lado, não faz menção de parar e eu tenho de voltar a por a perna dentro do carro, fechar a porta, e pior!!! Tive de voltar a estacionar mais ao lado porque simplesmente não conseguia sair do carro. Quando finalmente saio diz-me a minha mãe que o pipoca acabou de fazer xixi quando ainda estava sentado na cadeirinha e nem um ui disse...

 

Bom... eu que já estava a fervilhar por dentro, expludo. E expludo estupidamente pegando no braço do pipoca para o levar rapidamente para dentro da loja e mudar-lhe a roupa, enquanto ralhava por ele não me ter pedido para fazer xixi. Ele começa a chorar e a fazer birra. Tento despi-lo e ele a fugir que só queria a avó B. Passo-me quando ele faz isso.  Abalei.

 

Sai de lá furiosa! E assim que me sentei no carro desabei e senti-me a pior pessoa do mundo... e fiquei cheia de remorsos, os quais ainda sinto fisicamente no meu peito e garganta que estão aqui apertadinhos, quase a estrangular-me.

 

Em primeiro, tivesse ido dormir mais cedo que já não preguiçava na cama, e tinha tido tempo de me despachar, a mim, ao pipoca e à roupa por estender, com muito mais calma. Não tivesse levado tão a peito o reparo do marido, que não passou disso mesmo e nem foi feito com má tom, e teria-me lembrado de perguntar ao pipoca se queria fazer xixi antes de entrar no carro, como é habito fazer. Tivesse logo dito umas três palavrinhas à egoista que me trancou a saída do carro quando ela ainda teve a lata de me olhar com ar de parva ao ver a minha cara de furiosa a sair do carro, e não tinha ficado a borbulhar. E se assim tivesse sido, e se eu tivesse tido um bocadinho mais de calma, não teria ralhado daquela forma com o pipoca por causa do descuido, e decerto ele já não se importaria que eu o ajudasse a mudar a roupa e eu não teria saido de lá a bufar feita parva...

 

Quando cheguei ao trabalho, com este filme a passar-me na cabeça repetidamente e os remorsos a aumentarem vertiginosamente, liga-me a minha mãe... a dizer que o pipoca quando eu saí lhe disse que estava a chorar mas era porque me queria, a perguntar se eu tinha ido para o café e quando a avó lhe disse que tinha vindo trabalhar que ele respondeu : "E aora vó B.?? O B. é nininho e thér a mãe...". Aiiiiiiiiiiiiiiiii.... Pedi para mo passar e a primeira coisa que ele disse foi "Pupa....". Pronto, e eu lá me desmanchei em pedidos de desculpa, e lhe disse que tinha sido má, e que ao almoço o ia encher de beijos, e ele mais um "Pupa!", e lá mudei de assunto e lhe falei das bolachinhas de Natal que fizemos ontem e ele ficou feliz da vida a dizer que as ia mostrar à avó!

 

Pronto, e está sou eu, numa das versões em que mais me detesto ...

Ah... e desculpem lá os palavrões (que até foram muito softs, para aquilo que me vai na alma... possa!!!)

tags:
publicado por Antes assim... às 10:02

link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.links

.tags

. todas as tags