Lilypie Fourth Birthday tickers

.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31

.Acabado de dizer

. PRENDINHAS DAS BOAS

. A NOSTALGIA DO NATAL

. METADE DAS FESTAS!

. FELIZ NATAL!!

. VOLTEI...

. NATAL III

. GOLUSEIMAS...

. NATAL II

. NATAL I

. NATAL

.E já disse tanto...

. Julho 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Free Blog Counter

Terça-feira, 14 de Dezembro de 2010

PRENDINHAS DAS BOAS

 A minha primeira prenda de Natal!

 Obrigada Bó Fá, sempre uma querida, sempre presente, mesmo comigo ausente...

Devia passar a 10 pessoas, eu sei, mas passo a quem quiser levar, porque é simplesmente adorável!

 

Beijo bom, e um Feliz e Doce Natal!

tags:
publicado por Antes assim... às 15:06

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

A NOSTALGIA DO NATAL

Eu adoro o Natal. Sim, eu sei que o Natal devia de ser todos os dias, que não se deve esperar por esta quadra para dar prendas, e distribuir amor e carinho, sei disso tudo e até nem preciso de estar à espera "dela" só para isso. Mas eu gosto do Natal. Gosto muito... gosto dos enfeites, gosto do frio, gosto do nevoeiro e do gelo, gosto do quentinho das casas, junto das lareiras.

Em pequena vivia a quadra com a grande expectativa das prendas. Mas agora, olhando à distância, percebo que não foram os momentos das prendas que mais me marcaram. O que eu realmente gostava  era do "trabalho" envolvente. Havia um ritual, pois claro. O meu pai, caçador, saía num fim de semana, no inicio de Dezembro, para uma caçada especial. Uns bons fins de semana antes já nós, a criançada, perguntávamos constantemente "é neste? é neste?". Nós queríamos era que viesse o fim de semana em que da caçada vinham coelhos, lebres e Pinheiros!! Finalmente vinha O Fim de Semana. Os homens juntavam a tralha toda nas carrinhas, os cães nos atrelados, o farnel, e estavam quase tanto ou mais extasiados que nós. Pudera. Um fim de semana de caçada era uma coisa das boas!! As mulheres e os filhos juntavam-se para os ver preparar tudo, e para os miúdos a despedida era feita ali, porque eles partiam de madrugada. Depois era a espera. Quando começava a anoitecer no dia da chegada da caçada, corríamos alegremente pelo pátio, sempre à espera de ver chegar as luzes das carrinhas em fila, e a "fazer fumo" com a respiração para passar o tempo. Os homens chegavam e era uma mistura de cheiros que ainda consigo sentir. Para mim os cheiros são muito importantes. Cheirava à caça, aos cães, à comida nos sacos, e cheirava a pinheiro. E nós a apostar que o nosso pai é que tinha a melhor pontaria, por isso o nosso pinheiro seria de certeza o mais bonito! O cheiro do pinheiro invadia a casa e era simplesmente delicioso! Durante o fim de semana, com as mães, ou mais tarde, e já mais velhos, em grupos de amigos, tinha-se apanhado o musgo. O musgo era farto, parecia veludo apanhado em grandes postas, verde escuro, a cheirar a terra húmida. Depois, no dia seguinte, no fim da escola, chegava o grande momento: fazer o presépio. E aquilo era uma obra de arte. A minha mãe escolhia o lugar, geralmente perto de uma janela ou porta de vidro, para que da rua se vissem as luzes coloridas. Que pena estarem fora de moda as luzes azuis, vermelhas, verdes e amarelas!! A árvore era colocada num grande vaso cheio de areia, e o pinheiro ficava sempre torto. Ora se era um verdadeiro pinheiro, assim teria de ser! À volta forrava-se o chão, espalhava-se o musgo, colocavam-se as figuras nos lugares: e havia a família do menino Jesus, os pastores, as ovelhas, burros e vacas, toda uma aldeia com casas e até uma igreja e um moinho. Fazíamos os caminhos em areia, havia sempre uma tigela forrada de prata a fazer de lago, a respectiva ponte, e patos pesados de mais para ficarem a boiar na água! Os reis magos faziam uma verdadeira caminhada, e era com expectativa que os íamos aproximando do menino Jesus, pois significava que se aproximava a grande Noite. A véspera era cheia de confusão, na entrega das prendas aos familiares que não passavam a noite connosco, primos e primas, tios e tias, afilhados... em casa cheirava a fritos, a velhoses de abóbora, que eu adoro, a braseira na mesa de camilha. Havia sempre muita confusão, muitos risos, tanta alegria. Nunca aceitei muito bem o facto de a cada ano ir diminuindo o número de pessoas à mesa, a desistência de se passar o Natal todos juntos. Doeu-me a falta de importância que davam ao facto, e acho que isso me custou mais a mim que a qualquer um, não sei porquê. E lá continuei eu, sempre a tentar que a casa ficasse cheia nessa altura, com outros familiares, com amigos e afins recentes. Devo ser muito lamechas, eu sei, mas parece que me sentia mais quente assim. O que eu sempre gostei das confusões destes dias. Por isso, doeu-me fisicamente quando pela primeira vez, já com 30 anos, tive que deixar de almoçar no Dia de Natal com os meus pais, avós, tios, primos, mano e cunhada. Lá está, lamechas, picuinhas, eu sei... mas que é que querem, eu sou assim! É só uma refeição, e deixa lá, e que parvoíce... pois, mas não é. Para mim é uma coisa muito séria sim senhora... mas não me compreendem, nem tentam.

 

Este ano, como nos outros, senti a nostalgia dos cheiros. Não se consegue voltar ao passado e tentar revivê-lo é muito difícil. Mas deu-me vontade de fazer o presépio com o meu filho. Queria que daqui a muitos anos ele também sentisse uma saudade boa da sua infância nesta quadra. Mas depois, vi que afinal não é fácil encontrar o musgo, a árvore é de plástico, o marido achou um disparate eu ter gasto 5€ com um mini presépio, apenas com as 3 figuras principais, que eu não ia deixar o menino Jesus passar mais um ano órfão de mãe e pai e o meu filho a pensar que a vaca e a ovelha é que olhavam pela criança naquela noite!! Concluindo, não é fácil, e eu, estupidamente, desisti antes de sequer ter tentado fazer.

 

Convenço-me interiormente que para o ano é que é. Para o ano vou ao musgo com o pipoca, e se não o encontrar a casa há-de cheirar a terra húmida, nem que seja com a mesma, propriamente dita! Havemos de ter, nem que seja, ao menos, um pastor! E não é má ideia plantar alguns pinheiros nas traseiras. Pronto, já aqueci mais um bocadinho cá dentro, só de imaginar o bem que me vai cheirar o Natal... para o ano...

tags:
publicado por Antes assim... às 10:43

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Dezembro de 2009

METADE DAS FESTAS!

E já estamos a chegar ao fim do ano, e já passou o Natal, e eu que gostava tanto desta época... mas depois há o pipoca, e a vontade de que ele sinta por esta quadra aquilo que eu sentia em criança.

 

É pena que continue a haver gente que para além de não saber o verdadeiro sentido do espírito natalício, também não tenha o mínimo sentido de respeito e humildade... e já nem vou falar do sentimento de se acharem o centro do mundo e não conseguirem ver mais nada à frente que o seu próprio umbigo. E pronto, agora que destilei o veneno, e me sinto menos amarga, passo em frente, que sempre do mesmo já enjoa.

 

Este Natal foi um Natal diferente. Quebramos a rotina de ser cada ano em casa de cada um. Calhava em casa do meu mano, mas subir até ao 3º andar com a minha avó ao colo era impensável. O Natal foi lá em casa, com muito gosto!! Na véspera apenas saímos uma horita e meia mais cedo do trabalho, o que já deu um jeitão. A tarde foi complicada, chorei, enervei-me, engoli um sapo, mais a dar para o tamanho de uma rã-touro, descarreguei em quem não devia, e pedi desculpas. O jantar correu bem. A distribuição de prendas foi divertida, como sempre. Neste momento tenho um stand em casa, e no hall de entrada estão estacionados um tractor com reboque, um carro de bateria, uma bicicleta, um triciclo e uma moto quatro! Na sala aguardam duas quintas por uma bela arrumação, uma vai para o quarto e outra fica por ali, a ver se não piso mais cercas, nem burros e ovelhas... e ainda tive mesmo a aspirar uma pomba, meu Deus!! Quanto às duas motas dos chineses, que em 3 dias já perderam metade das peças, e o pipoca nem as tratou mal, e que quando se ligam tocam uma musica estridente e há luzes por todo o lado... nem comento, porque o pipoca até se abana ao som daquilo!! Não podem é ficar no quarto, porque o cheiro do plástico é medonho! E recebeu muitos brinquedos, e cuequitas, ti-shirts, pantufas, roupa, uma mochila do noddy, um "pacethe" para andar na bicicleta nova, etc, etc, etc...

 

A minha avó levantou-se apenas para as refeições à mesa. Abençoada cadeira de rodas, que ela mal consegue andar... Por volta das três horas chamamos o INEM e lá foi o meu tio com a minha tia, que entretanto estava com mais uma crise de hipertensão, e para ajudar à festa fez uma hipoglicemia e desmaiou! Passamos a tarde a tentar saber noticias, o meu tio sozinho no hospital e a minha tia a fazer análises e a soro. Jantamos ás 22.00h, sempre na esperança de que eles ainda chegassem a tempo. Quando finalmente chegaram, o meu tio lá comeu um pratinho bem apetrechado que, coitado, vinha esfomeado, e eu encarreguei-me de, literalmente, enfiar um prato de papa de farinha maisena pela goela abaixo da minha tia... pior que os miúdos, com a diferença de que já tem idade para ter juízo!! A minha mãe já se arrastava de cansaço por causa dos cuidados à minha avó, por não ter dormido nada duas noites seguidas, por o pipoca a preferir a ela para tudo e mais alguma coisa, e só dormitava pelos sofás!

 

E assim foi o nosso Natal, diferente, mas a acabar com todos juntos, mal ou bem, mas juntos!

 

O melhor do Natal? O pipoca: "Xábis mãe? Eu adóuo o Natáu mãe!!"... ainda bem filho!

 

Ah!! Devido à cabeça cansada e esquecida da minha mãe, o meu presépio tinha um menino Jesus orfã. Mas que não se pense que ficou abandonado!! A olhar por ele estavam duas vacas e duas ovelhas!! Hoje em casa da minha mãe lá estavam, a Maria e o José, a adorar o móvel da sala...

tags:
publicado por Antes assim... às 16:17

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

FELIZ NATAL!!

Desejo a todos um Feliz Natal!!

 

O meu maior desejo de Natal é que o meu filhote seja muito feliz e que tenha muita saúde, assim como todos os que mais amo... e que consiga não magoar injustamente essas pessoas, descarregando mágoas a que são alheios...

 

Desejo ainda que, um dia, esta época do ano volte a ser uma das minhas preferidas, e que eu a possa voltar a viver e "gozar" com calma e felicidade.

 

 

tags:
publicado por Antes assim... às 10:23

link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008

VOLTEI...

Só para dizer que o Natal correu muito bem!! O meu menino vibrou com a casa cheia das pessoas que mais adora. Ele correu, riu, fez gracinhas, birrinhas, de tudo um pouco. Começou a abrir as prendas às 23.00H porque começava a mostrar cansaço e sono. Adorou... embora ainda não perceba porque está a receber tanta prenda. No inicio estava feliz com a primeira e já nem queria abrir as outras. Depois abria uma e corria a mostrá-la e a guardá-la num cantinho, depois vinha ter comigo a dizer "Maix, maix!!". Quando terminamos apercebi-me que de um lado uns montavam a mota, outros brincavam com a pista, outros com a mesa educativa, outros com o carrinho telecomandado e ele cirandava à volta da sala a olhar tudo e todos... os adultos deliraram tanto como ele com os presentes, mas ficaram muito mais entretidos!! Conclusão, aguentou até à 1.30H!!!

 

Correu tudo muito bem, comida a mais, mas é o normal nestas alturas!! Também recebi a minha dose de presentinhos, muito úteis e bem ao meu gosto, que mais ou menos todos sabiam o que eu gostava de ter... Recebi o livro que tanto queria, o equador (grande chefe!!), um sabonete decorativo, uma vela de Natal, uma linha de produtos para o corpo com aroma de framboesa (Cúmplice P. obrigadinha, ontem no fim do banho eu estava deliciosa!!), uma camisola, uma mala e umas botas roxas, uma parca azul escura, bombons, 2 colares, 1 corrector de olheiras e dinheirinho!! Bem bom!!

 

Agora vir trabalhar à sexta feira, depois de dois dias em casa??? Quando todos estão de férias e não há movimento??? Por favor... quero ir para casa porque tenho sono, muuuito soninho!!!

sinto-me:
tags:
publicado por Antes assim... às 14:26

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

NATAL III

 

 

 

A todos, votos sinceros de um Feliz e Santo Natal! Que seja passado em Paz e Harmonia, junto de quem mais gostam!!

sinto-me:
tags:
publicado por Antes assim... às 12:03

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

GOLUSEIMAS...

 

Alterações de última hora.  À hora de almoço, que hoje calhou em casa da mãe porque o marido foi almoçar com um cliente, apareceu a tia. A esta altura do campeonato eu já só falo do Natal e dos preparativos... não consigo evitar!!!

 

Assim, chegamos à feliz e poupada decisão de que apenas vêm da pastelaria do primo os profiteroles, que todos adoram mas que ninguém consegue fazer... e o bolo rei.

 

A minha mami vai levar uma torta de coco gigante, vai fazer arroz doce e salada de fruta. A tia vai fazer a tarte de amêndoa. A cunhadinha leva o bolo de gila. Eu vou fazer gelatinas, pudim flan (eu adoro), doce de leite condensado e brigadeiros. A avó faz os velhozes de abóbora e da outra avó aparecem sempre os coscorões! Pronto... mais coisa, menos coisa, é isto. E com os ovos da galinhas da mami e da sogra da tia, o cabrito oferecido, as couves, cenouras, cebolas, saladas e fruta das hortas do papi e do tio, sempre poupamos um dinheirito e sabe tudo muuuuito melhor ; ))))

sinto-me:
tags:
publicado por Antes assim... às 15:16

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

NATAL II

Ver imagem no tamanho real.O Natal está meeeesmo aí. Como manda a nossa tradição, este ano as festas calham lá em casa. Falei com o marido e ficou decidido que se lá calhava, lá seria... eu fico contente, primeiro porque segue a ordem, depois porque gosto do Natal lá em casa, e terceiro, porque acho que assim o meu pipoca vai aproveitar mais ainda a festa!!! Espero sinceramente que ciúmes infundados, mesquinhices e faltas de respeito não venham estragar o nosso clima natalício, de felicidade e paz... muita paz!!!

 

 O jantar será bacalhau com couves, batatas e ovos. Para o marido vou fazer um tachinho de bacalhau em azeite, porque ele gosta e é como comia em casa da mãe... Vai haver arroz doce, velhoses de abóbora, coscorões, brigadeiros envolvidos em coco, bolo rei, e doces diversos (como estou a trabalhar na véspera, assim como a minha mãe e tia, vamos comprar já feitos na pastelaria do nosso primo... são caseiros e maravilhosos!!).  Depois das prendas, os homens cozem e grelham o camarão, e as mulheres tratam de grelhar as febras. No dia de Natal vamos almoçar o cabrito e o peru assados com batata assada e grelos, ao jantar... come-se o resto, junto de mais uns bifinhos com cogumelos e natas e umas batatas fritas. Claro que as entradas não podem faltar, por isso lá estará a bela da variedade de queijos (que se come pela noite dentro), a chouriça, a morcela de arroz, o paté de caranguejo e de atum, as torradas com salmão fumado, ah, e este ano comprei uns queijos da Palhais, já cortados, com ervas, cogumelos e pimentos... vamos ver se são aprovados... Eu adoro, sinceramente, preparar isto tudo. Pôr a mesa com a toalha de Natal, usar a louça do melhor serviço, com aqueles guardanapos de Natal, os copos de pé alto... só ainda não me convenceram a estrear o faqueiro de prata que os meus papis me deram!!! Será que depois o posso lavar na máquina de lavar loiça?? É que se não, é mais uma trabalheira a lavar talheres... já basta o raio da máquina não ter arrumação nenhuma e levar pouca loiça...

 

Bom, como deve dar para ver, estou desejosa que chegue esta noite, e é engraçado que os meus fofinhos também, e o meu tio então já só fala nisso. É bom, porque adoramos estar todos juntos, e nesta noite então, é especial!! No fim do jantar vão aparecer os amigos e familiares de sempre, que se juntam a nós na altura da abertura das prendas. Eles já abriram as deles, mas recebem sempre mais uma ou outra, e adoram ver o nosso chifrim... este ano então com pipoca, vai ser a euforia total!!

 

Que corra tudo bem, é o meu desejo deste Natal... e para todos, desejo também que neste Natal tudo corra bem, queira isso significar, felicidade, paz, alegria, união, saúde e muito amor!!

sinto-me:
tags:
publicado por Antes assim... às 15:41

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008

NATAL I

 

À hora do almoço chego à loja e a minha mãe pergunta ao meu filhote:

 

"Diz à mãe, o que é o Natal?"

 

Ele responde:

 

"thethu...."(Jesus)

 

sinto-me:
tags:
publicado por Antes assim... às 17:13

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

NATAL

natal.jpg

 

Eu adoro o Nata!! Confesso, talvez já não tenha idade para isso, mas pareço uma criancinha nesta altura do ano. Adoro o frio, adoro as vésperas do Natal frias e com nevoeiro!! Adoro as iluminações de Natal... aliás, esta altura era a única em que eu adorava estar em Lisboa, quando estive na universidade (o resto do ano era o sacrifício total). Adorava ir à Baixa, aos centros comercias, passear nas ruas... e depois há as prendas... chamem-me consumista, chamem-me o que quiserem, por muito que me atrapalhe, me canse e me enerve comprar tanta prenda, eu ADORO comprar prendas e oferecê-las no Natal!!

 

Em pequena gostava mais ainda desta época porque o Natal sempre foi passado em família, e era muita gente mesmo, porque se juntava o lado da mãe com o lado do pai. Cada ano era em casa de um, sempre a rodar. Depois saiu uma tia, depois os avós paternos que preferiam estar em casa, enfim, o núcleo duro manteve-se, mesmo com algumas entradas posteriores. Sim, a minha sogra também passou a fazer parte, porque passavam a noite sozinhos, e no ano antes de eu casar passaram a fazer parte da roda a meu convite. O ano passado calhou em casa da minha tia, e como ela já andava a implicar comigo, simplesmente não quiseram ir! Pior para eles, que perderam o primeiro Natal do meu fofinho... mas à conta disso, pela primeira vez na vida não almocei no Dia de Natal com os meus pais, irmão, tios e primos e avós do lado da mãe. Fiquei triste, ainda para mais porque só fomos convidados dois dias antes, e lá em casa o menu tinha sido escolhido por mim... enfim, tempos para esquecer!

 

Este ano o Natal é lá em casa, se tudo correr bem!! Fico sempre muito nostálgica nesta altura, e como ando assim meio triste com tudo o que se anda a passar na minha vida, dá-me para o sentimentalismo, mas pronto, vai passar. Acho que este ano é que o pipoca vai começar a apreciar a beleza desta data. Digo isso quanto à arvore de Natal, ao presépio, às prendas... A minha mãe já montou a árvore de Natal na loja. Ele olha muito feliz e diz " tu... tu..."(luz) mas ainda não lhe tocou... nem numa única bolinha!! Está a ser um homenzinho!!! A nossa vamos montá-la na primeira semana de Dezembro, altura em que vou estar de férias... como tenho o triplo dos enfeites cheira-me que ele não se vai conseguir conter.... e ainda estou na dúvida se a monto com ele, ou se aproveito uma sesta da fera!!!!

 

Normalmente, a dona da casa faz de Mãe Natal, sem direito a roupa alusiva, mas com todo o espírito de entrega. Faz-se um monte das prendas, muitas, porque somos muitos... e começa a distribuição, com muitos "Mais devagar", "Ai filha tão lindo" "Ó pá espera lá que não vi o que o X recebeu" e muita risota pelo meio. Costumamos esperar rigorosamente pela meia noite, com o meu avô a dizer desde as 22.00h "Ainda falta muito?... Já tou com sono!! ...Diz à mãe que já tá na hora!.... E se fossemos abrir as prendas?... Adiantamos o relógio?". Meu deus como ele nos moía em crianças... e agora continua a dizer exactamente o mesmo, e nós adoramos. E agora também fica mais feliz, porque com o pipoca a abertura das prendas antecipou-se!!! Não que ele não aguentasse em pé até essa hora, o ano passado era quase 1h quando foi dormir... mas tenho receio de rabugices e se tiver despachado pode ir para a caminha mais cedo... o que não acredito muito, mas logo se vê! A seguir às prendas mantém-se a tradição: as mulheres grelham febras na lareira e os homens cozem e fritam camarão... e depois, olha depois é até às tantas, porque se juntam mais familiares, aparecem mais amigos, é uma alegria e só faz falta que lá está!!

 

Que Deus permita que este Natal seja em Paz... que eu o possa apreciar em calma e aproveitar cada minutinho das novas descobertas do meu pipoca... que esteja também em paz com o marido... que isto não passe de um sonho... que eu tenha finalmente alguns dias de verdadeira felicidade!

sinto-me:
tags:
publicado por Antes assim... às 15:21

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.links

.tags

. todas as tags