Lilypie Fourth Birthday tickers

.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31

.Acabado de dizer

. o amor

. Cá por casa é tudo compli...

. Porque viver é mesmo assi...

. Março

. 2011

. PODIA SER DE UM FILME...

. PRENDINHAS DAS BOAS

. A NOSTALGIA DO NATAL

. A VIDA NÃO É FÁCIL...

. BIRRAS... COISA MAI LINDA...

.E já disse tanto...

. Julho 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Free Blog Counter

Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009

DÓI DÓI ... OU NÃO!

No Sábado à noite apanhei um susto com o pipoca… e cheguei à conclusão que tenho um bom actor lá em casa. Na brincadeira com o pai no sofá, o pai pega-lhe debaixo dos braços e puxa-o para cima. Passado uns minutos vem ter comigo a choramingar, a arregaçar a manga do braço esquerdo e a dizer que doía. Primeiro não liguei muito, dei um beijinho e disse que já tinha passado. Continuou a queixar-se… fui ver o braço e nada, nem vermelho estava e não se queixava mais nalgum ponto especifico que eu tocasse. Comecei a ficar preocupada. O pai começou a pensar que poderia tê-lo magoado quando o puxou para o sofá… perguntou-lhe se queria ir pôr remédio. Ele disse logo “Thim…mé!”. O pai lá o levou à cozinha, sentou-o na bancada ao pé do lava loiça e abriu a torneira. Ele feliz da vida lá molhou o braço e ficou a brincar com a água. Quando o pai o tirou, veio logo ter comigo a queixar-se… tentamos distraí-lo para ver se ele conseguia mexer bem o braço ou se lhe doía. Com a brincadeira ria-se e mexia-se bem. Mas depois começava logo a choramingar e a arregaçar a manga… o pai tentou enganá-lo a dizer que era no outro braço, mas ele não se descaiu, e continuou a queixar-se. Houve uma altura em que comecei a ficar mesmo preocupada… despreocupei-me ao fim de duas idas ao remédio, onde ele ficava feliz da vida a brincar com uma caneca e com a água e já nem se lembrava de pôr “mé” no braço!! E lá lhe passou, com muito remédio…

Ontem assim que se aleijava queria logo ir pôr “mé”… à noite acabou mesmo por fazer uma birrinha porque não o levamos ao remédio… já se tinha molhado todo duas vezes!!
 
publicado por Antes assim... às 12:29

link do post | comentar | favorito
|
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.links

.tags

. todas as tags