Lilypie Fourth Birthday tickers

.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31

.Acabado de dizer

. o amor

. Cá por casa é tudo compli...

. Porque viver é mesmo assi...

. Março

. 2011

. PODIA SER DE UM FILME...

. PRENDINHAS DAS BOAS

. A NOSTALGIA DO NATAL

. A VIDA NÃO É FÁCIL...

. BIRRAS... COISA MAI LINDA...

.E já disse tanto...

. Julho 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Free Blog Counter

Terça-feira, 29 de Dezembro de 2009

METADE DAS FESTAS!

E já estamos a chegar ao fim do ano, e já passou o Natal, e eu que gostava tanto desta época... mas depois há o pipoca, e a vontade de que ele sinta por esta quadra aquilo que eu sentia em criança.

 

É pena que continue a haver gente que para além de não saber o verdadeiro sentido do espírito natalício, também não tenha o mínimo sentido de respeito e humildade... e já nem vou falar do sentimento de se acharem o centro do mundo e não conseguirem ver mais nada à frente que o seu próprio umbigo. E pronto, agora que destilei o veneno, e me sinto menos amarga, passo em frente, que sempre do mesmo já enjoa.

 

Este Natal foi um Natal diferente. Quebramos a rotina de ser cada ano em casa de cada um. Calhava em casa do meu mano, mas subir até ao 3º andar com a minha avó ao colo era impensável. O Natal foi lá em casa, com muito gosto!! Na véspera apenas saímos uma horita e meia mais cedo do trabalho, o que já deu um jeitão. A tarde foi complicada, chorei, enervei-me, engoli um sapo, mais a dar para o tamanho de uma rã-touro, descarreguei em quem não devia, e pedi desculpas. O jantar correu bem. A distribuição de prendas foi divertida, como sempre. Neste momento tenho um stand em casa, e no hall de entrada estão estacionados um tractor com reboque, um carro de bateria, uma bicicleta, um triciclo e uma moto quatro! Na sala aguardam duas quintas por uma bela arrumação, uma vai para o quarto e outra fica por ali, a ver se não piso mais cercas, nem burros e ovelhas... e ainda tive mesmo a aspirar uma pomba, meu Deus!! Quanto às duas motas dos chineses, que em 3 dias já perderam metade das peças, e o pipoca nem as tratou mal, e que quando se ligam tocam uma musica estridente e há luzes por todo o lado... nem comento, porque o pipoca até se abana ao som daquilo!! Não podem é ficar no quarto, porque o cheiro do plástico é medonho! E recebeu muitos brinquedos, e cuequitas, ti-shirts, pantufas, roupa, uma mochila do noddy, um "pacethe" para andar na bicicleta nova, etc, etc, etc...

 

A minha avó levantou-se apenas para as refeições à mesa. Abençoada cadeira de rodas, que ela mal consegue andar... Por volta das três horas chamamos o INEM e lá foi o meu tio com a minha tia, que entretanto estava com mais uma crise de hipertensão, e para ajudar à festa fez uma hipoglicemia e desmaiou! Passamos a tarde a tentar saber noticias, o meu tio sozinho no hospital e a minha tia a fazer análises e a soro. Jantamos ás 22.00h, sempre na esperança de que eles ainda chegassem a tempo. Quando finalmente chegaram, o meu tio lá comeu um pratinho bem apetrechado que, coitado, vinha esfomeado, e eu encarreguei-me de, literalmente, enfiar um prato de papa de farinha maisena pela goela abaixo da minha tia... pior que os miúdos, com a diferença de que já tem idade para ter juízo!! A minha mãe já se arrastava de cansaço por causa dos cuidados à minha avó, por não ter dormido nada duas noites seguidas, por o pipoca a preferir a ela para tudo e mais alguma coisa, e só dormitava pelos sofás!

 

E assim foi o nosso Natal, diferente, mas a acabar com todos juntos, mal ou bem, mas juntos!

 

O melhor do Natal? O pipoca: "Xábis mãe? Eu adóuo o Natáu mãe!!"... ainda bem filho!

 

Ah!! Devido à cabeça cansada e esquecida da minha mãe, o meu presépio tinha um menino Jesus orfã. Mas que não se pense que ficou abandonado!! A olhar por ele estavam duas vacas e duas ovelhas!! Hoje em casa da minha mãe lá estavam, a Maria e o José, a adorar o móvel da sala...

tags:
publicado por Antes assim... às 16:17

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

FELIZ NATAL!!

Desejo a todos um Feliz Natal!!

 

O meu maior desejo de Natal é que o meu filhote seja muito feliz e que tenha muita saúde, assim como todos os que mais amo... e que consiga não magoar injustamente essas pessoas, descarregando mágoas a que são alheios...

 

Desejo ainda que, um dia, esta época do ano volte a ser uma das minhas preferidas, e que eu a possa voltar a viver e "gozar" com calma e felicidade.

 

 

tags:
publicado por Antes assim... às 10:23

link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

NO CORRER DOS DIAS...

A minha querida avó está a recuperar a olhos vistos!! Ontem já veio para o Hospital aqui da zona, e assim fica muito mais fácil poder visitá-la, alem do que aumenta a esperança de a ter em casa no Natal!

 

O meu pequenote continua com uma energia que ora é contagiante, ora é esgotante... Agora a moda é de que todos são maus! E assim, no espaço de segundos a mãe passa de "Uinda" a má... o pai fica furioso quando o pipoca diz que ele é mau. E eu, a muito custo, lá o consegui sensibilizar e fazer entender que às vezes mais vale ignorar, não dar importância, e a coisa resulta... às vezes, que o pai é de pavio curto... curto não, rente!!!! O piqueno chega a sonhar de noite com os maus e, volta e meia, a meio da noite é ouvi-lo "Não... thu éx mau!". Toda a gente na rua já se mete com ele por esta mania, porque lhe dão os bons dias e ele responde com um ar amuado "Não. Thé éx má/mau!", principalmente se for de manhã... e se forem aquelas pessoas que passam o dia a dizer-lhe o mesmo "Não gosto de ti, tu dizes que sou má." e ele furioso grita ainda mais o tu és má... enfim, outra fase a que havemos de dar a volta!

De resto, continua a ter conversas interessantíssimas, atitudes de fazer chorar a rir, e saídas de ficar de boca aberta. Adora que lhe contem historias dos livros, e pede-me para dizer o abecedário, que vai repetindo muito concentrado! Para o Natal, além de dizer que quer quase tudo o que aparece na televisão e revistas, menos as coisas que ele acha que fazem muito barulho ou são cor de rosa (Ó mãe, xábis? Exas xão p'as ninhas!), quer um tractor e uma mota!

Ontem queixei-me com dor de costas, e ele veio sentar-me, trouxe o tambor musical, colocou a musica e vai de dançar enquanto dizia "Vá mãe, thólha, thólha a ir", eu rio e ele diz "pontho mãe, já paxou veix?". É que com os passos e as caras que ele faz, é mesmo de chorar a rir, porque é cómico e porque, qual mãe babada, fico toda emocionada a vê-lo fazer aqueles passos que parecem ter sido muito bem ensinados, mas que lhe saem assim... da tonteira do momento!

 

Eu, que a noite passada dormi mal, estou aqui com uma dor de cabeça daquelas em que só apetece fechar os olhos e dormir. As fontes da cabeça latejam, e a minha testa insiste em fazer pressão para me fechar os olhos. O café não me consolou a ideia de que era falta de cafeína, e os comprimidos souberam a pintarolas, porque efeitos ainda não vi nenhuns... e se me apanho em casa, com a lareira acesa, até penso que sou outra!!

tags:
publicado por Antes assim... às 14:43

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009

FIM DE SEMANA!

O fim de semana trouxe o frio, e eu resmungo porque tenho as mãos geladas e mal sinto o que estou a tocar, mas estava desejosa disto. Chamem-me maluca, mas é que me dá um gostinho especial entrar no carro e ver a informação de "3º g - piso escorregadio - gelo" no computador de bordo do carro. E isto não é nenhum sentimento mórbido, que eu bem sei o quanto é perigoso, mas é sinal de "fumo" a sair da boca ao respirar, de luvas (que deixei em casa) e cachecóis, de narizes vermelhos, de saber bem entrar no quentinho da casa... e de lá ficar a gozar o lume da lareira!! E queixas... muitas queixas de que faz muito frio, mas que dantes é que era, quando as poças de água e a água dos tanques ou das mangueiras congelavam!

 

No Sábado fui visitar a minha avó, que com quase 80 anos está a ter uma boa recuperação dos 3 bypass efectuados na quinta feira passada. Custou-me vê-la naquela situação, os bips das máquinas, o estar ligada ao ventilador, o corte no pescoço de onde saem tubos e mais tubos... e principalmente o vê-la chorar porque tinha dores, mas mais ainda porque não queria estar ali. Nem nós, vó, te queríamos aí! Dei-lhe as beijocas enviadas pelo pipoca e a ordem de comer bem e ficar calminha, para ficar boa e vir passar o Natal connosco lá em casa. O que é certo é que está a reagir melhor do que o esperado, e ontem já passou dos cuidados intermédios para a enfermaria! Agora é esperar que continue assim!!

 

À noite, a convite do marido, fomos os dois jantar fora e ao cinema. A minha mãe ficou lá em casa com o pipoca e foi uma noite muito agradável. Jantamos num restaurante Italiano maravilhoso, depois vimos o filme "Terapia para Casais" e rimos a bom rir, acabamos a noite num restaurante/bar com uma esplanada maravilhosa, que nem o frio impedio o bom ambiente. Conversamos muito, e ficou a promessa de voltarmos a repetir o programa pelo menos uma vez por mês!!

 

No Domingo de manhã fiz os prometidos croquetes ao pipoca. A coisa correu bem, mas o óleo estava quente demais quando os coloquei a fritar e ficaram assim um bocadinho para o escurinho. O aspecto intimidou o pipoca que dizia "Não mãe, o B. não thér ethes... thia o sáu!!" Achava ele que o pão ralado torradinho eram pedrinhas de sal, ou sei lá?? Mas pronto, partidos ao meio lá o convenci! À tarde, durante a sesta dele, eu e o marido andamos a jardinar, ele cortou a relva enquanto eu arrumava alguma coisa dentro de casa, depois fui varrer os passeios à volta da casa, dar uma arrumadela às tralhas que, sabe-se lá como, se vão acumulando no alpendre, e no fim estivemos a passar para os vasos de pau tratado a oliveira e laranjeira anãs que compramos. O alpendre ficou um primor e já estou ansiosa por ver as ditas a crescer e para andar ali a podá-las, que nem bonsais, a ver se ficam lindinhas!!! Ainda falta um vaso para mais uma laranjeira, e depois a coisa fica composta! Com o frio a apertar, acabamos o resto da tarde a preguiçar no sofá e a brincar com o pipoca. A mim, veio-me uma dor inexplicável no braço esquerdo, que nem com os safanões e os "moches" do pipoca se refez. Além disso, apertou-me uma crise valente de tonturas que parecia que estava bêbeda do copo de rosé e de baileys do dia anterior. Já perto da meia noite é que a minha cabeça começou a ir ao lugar. O meu filho, sempre solidário, ao meu desabafo de "Ai meu Deus... tou a ficar velha!", quando não o consegui pegar ao colo para ir fazer xi xi, respondeu "É mãe? Eu thou véio amein...". E passou a noite a dar-me beijinhos com uns "Pontho mãe, pontho...(festinhas na cara) já paxou... thás mió? Já táx bouua? Eu tou maix  ou menhos...". Mas nem o mais ou menos dele lhe tirou a energia, ao rubro quando nos apanha os dois em casa, e ontem ainda por cima deu-lhe para gritar... mas depois as "pupas" eram tão deliciosas, que nos tiravam vontade de continuar a ralhar. E ainda nos presenteou com uma sessão de dança que me levou a chorar de tanto rir. Ele às tantas em vez de me pedir para rir, quando eu não estava a olhar, já me pedia "Ó mãe thólha!!" (Ó mãe chora).

 

E hoje é segunda feira, as mãos já aqueceram, as tonturas parece que estão a voltar, os pés estão gelados e espero que logo a minha mãe traga boas noticias da minha avó!!

publicado por Antes assim... às 10:33

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

A BRINCAR

"Mãe, táx a ver etha bóua?"

 

"Sim..."

 

"Amos iár... eu mandho pára thi... thu mandhas pára mim!!"

tags:
publicado por Antes assim... às 10:31

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

É GENÉTICO??

Ontem de manhã diz-me o meu piqueno, enquanto levantava o pé calçado só com a meia:

 

"Ai mãe... doiem meux táuús..."

 

Isto é que faz passar a vida a ouvir a minha mãe a queixar-se dos calos...

tags:
publicado por Antes assim... às 16:51

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009

ESPONTANEIDADE INFANTIL!

No Sábado á noite o marido convidou-nos para jantar fora! Fomos ao restaurante preferido dele, um lugar onde se come bem (também não se paga mal, mas para o que se come e bebe, a coisa está equilibrada), tranquilo, com um atendimento excelente e uma decoração linda.

 

Quando entramos o restaurante estava bastante composto, mas mesmo assim, quase só se ouvia a musica ambiente. Apesar de termos mesa reservada, o chefe dos serventes, nosso conhecido, deu-nos a escolher uma mesa na zona dos fumadores ou não fumadores. O marido, fumador convicto, lá escolheu uma mesinha do fundo, bem posicionada para incomodarmos pouco os restantes clientes com o desinquieto do pipoca!!

 

Devo dizer que, apesar de algumas tentativas de vir para o meu colo, o pipoca aguentou-se que nem um herói durante hora e meia na cadeirinha dele! Quando chegamos vinha ensonado, porque dormiu uma sesta pequenita e dormitou nos 10m de caminho no carro, mas lembrei-o dos croquetes das entradas e a boa disposição veio logo à tona!! Claro que assim que se sentou mos pediu - e são mesmo uma maravilha, saborosos e acabados de fritar - e se apoderou do prato. Quando ia no segundo, pedi-lhe um, mas a resposta foi um posar de mãozita em cima da minha já perto do prato e um "Não mãe, pupa uá... xão pára mim!!", mas isto com um ar ternurento a pedir toda a compreensão do mundo, porque era evidente que o rapaz necessitava meeesmo daqueles quatro croquetes (pequenitos, claro)!! De seguida comeu uns panadinhos de maruca (acho que era esse peixe) que estavam uma delicia, mas preferiu as batatas fritas e a salada ao arroz de tomate... Quando o servente veio retirar os pratos, há muito que ele não tocava no resto de comida que tinha no dele, mas quando o servente lhe perguntou se podia levar, ele agarrou o prato e disse-lhe "Não nhôr... exe é meu. É o meu papar...". Perguntei-lhe se afinal ele não tinha terminado e ele muito indignado disse que não, que faltava mais um bocadinho, e bem dito bem feito, que ainda comeu mais peixe, tomate e batatas!!!

 

O jantar decorreu relativamente bem, com alguns momentos calmos, mas com muita brincadeira, risota e o "Xitoene e o Ádi Têtê" em miniatura a fazer altas corridas na mesa!!

 

Ora tudo seria muito bonitinho, e até teríamos passado relativamente despercebidos, não fosse o meu filhote, assim que chegamos à mesa, ter visto no balcão por detrás de nós uma linda estatueta de um homem nu e ter dito em alto e bom som "Olha mãe, o nhôr tem uma piua!! Uma piua nininha!!". Perante uma sala inteira a olhar para nós (suponho, que não tive coragem de levantar os molhos para lá da mesa em frente) ele terminou com um "As ninas tem um pipi, não é mãe??".

 

 

publicado por Antes assim... às 14:34

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

É NATAL!!

O meu filhote anda feliz da vida... embora já tenha concluído que tenho de deixar de lhe dizer que o Pai Natal anda de olho nele e só lhe dá prendas se se portar bem. É que o miúdo já anda a ficar um bocado assustado com o senhor das barbas que tudo vê  e tudo ouve, e não é essa a intenção... e ele sabe que o Pai Natal é cumplice do Menino Jesus! Quando faz asneira ja me pergunta "Ó mãe, axas que o Pai Atau e o Nino Juz tão a vê-me?"

 

No Sábado fomos fazer o Natal lá em casa, como diz o pipoca. Para grande supresa minha, portou-se lindamente enquanto montava o pinheiro, e enquanto eu ia abrindo e montando raminhos ele só gozava a dizer que a árvore tinha bichos... mas não tem ãn??? Eram só as pinhas! Mas quando eu ficava muito indignada por ele chamar bichos às pinhas ele ria que nem um perdido... depois veio a saga dos porquês. Afinal, porque tinha o pinheiro pinhas? A mãe explicou, ou melhor, tentou explicar e até exemplificar com outras árvores e frutos, mas ao fim de tanto porquê insatisfeito soltei um porque sim em suspiro. A resposta??? "Poque xim putê mãe???

 

Depois foi a vez de começar a colocar enfeites, bolas e estrelas pequeninas em vermelho, estrelas grandes e sinos em branco e lacinhos dourados, mais umas luzes e voilá: "E que tal filho, está linda a nossa árvore não está??"..................................... silencio com olhar e pensamento compenetrado............. "Não mãe... tá mau, muuuiiiitho mau!!". Não fosse o ar de gozo dele e ainda ouvia das boas, a gozar da minha linda árvore, o danadinho!!! Ainda tentou meter uma peça do lego no meio da árvore, mas como se picou ao tentar tirá-la acabou-se o receio de voltar a meter lá mais alguma coisa que não faça "pandan" com a decoração. Depois tentou tirar uma bola, mas na lareira está um Pai Natal a olhar para a árvore, o tal que lhe controla as diabruras, e perante o seu ar altivo ele desistiu!! Agora as luzes, essas, tem de estar sempre sempre ligadas, ora que assim é que a árvore fica linda!!

 

Ao fim do dia chegou uma prenda de Natal antecipada. Os meus pais compraram-lhe uma bicilceta grande demais para embrulhar, pesada demais para levar para casa do meu mano, caso o Natal venha a ser lá, e que suscitou uma ansiedade tal ao meu pai, que se viu que ele próprio não aguentava ter de esperar ate à noite de Natal para lha entregar. Claro que foi o delírio. Adora andar na dita, embora mal consiga dar totalmente aos pedais, e à noite, fez questão de deixar a "Tétha" a dormir no cantinho dos brinquedos! Valeu-nos o espaço do hall de entrada para o conformar da impossibilidade de ir dar umas voltas na rua... de noite e à chuva!!

 

Quem também tem muita sorte, é o Pai Natal da coroa colocada na porta de entrada lá de casa que é sempre efusivamente cumprimentado!!

 

Se lhe perguntamos uma ideia para a prenda a oferecer a alguém a resposta é sempre a mesma: "Um thindér" (Um ovo kinder!!). Para ele, pode ser mesmo tudo o que vem nas revistas de publicidade e o que aparece nos anúncios do Panda... nada esquisito, portanto!!

 

tags:
publicado por Antes assim... às 11:20

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

VAMOS A ISTO!!

As saudades de passar por aqui são muitas, mas um período de mais trabalho, seguido de outro de preocupação com a saúde da minha avó, culminando com mais uma crise existencial dos meus sogros, retiraram-me de todo qualquer possibilidade de escrever.

 

Ontem fui visitar a minha avó, que de aspecto está muito melhor e cuja operação será no final desta semana. Para além de aguardarmos ansiosamente que tudo corra bem durante e após a operação, temos muita esperança de que possa passar o Natal connosco. Seria uma bela prenda de Natal, ouviste, Menino Jesus??

 

Quanto ao resto, lamentavelmente, há quem tenha gosto em fazer sofrer os outros por puro e belo prazer... e depois age como se não tivesse lançado uma granada, cuja explosão vai deixando pequenas feridas que se mantêm ao longo do tempo. Aqui deixo escrito aquilo que já prometi em voz alta (e que alguém me dê uma valente chapada, se não cumprir a promessa): após três tentativas cara a cara, várias, já nem sei quantas, manifestações da minha intenção de falar com os meus sogros e voltar a ter um relacionamento minimamente normal com eles, e saber pelo marido que preferem não ver o neto do que alguma vez na vida voltar a falar para mim, está decidido! Eu nunca, mas nunca mais mesmo, volto a dizer que estou na disposição de me voltar a dar bem com eles. Não querem, não querem. E pelos vistos não vale a pena insistir. Assim sendo, não insisto mais. Acho que já toda a gente percebeu quem sai a perder, menos os próprios!!

 

tags:
publicado por Antes assim... às 10:27

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

A VIDA NEM SEMPRE É JUSTA!

E por isso tem sido difícil chegar até aqui. Tenho saudades. Muitas saudades. Estou a deixar de escrever e eternizar momentos deliciosos do meu pipoca.

 

Mas a minha avó não está bem, e vai ser operada. Eu não estou bem, nós não estamos bem... e a ti pipoca, só queria colocar-te numa bola de sabão, que apenas pousasse quando tudo à tua volta só fosse felicidade!

tags:
publicado por Antes assim... às 14:25

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.links

.tags

. todas as tags