Lilypie Fourth Birthday tickers

.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31

.Acabado de dizer

. o amor

. Cá por casa é tudo compli...

. Porque viver é mesmo assi...

. Março

. 2011

. PODIA SER DE UM FILME...

. PRENDINHAS DAS BOAS

. A NOSTALGIA DO NATAL

. A VIDA NÃO É FÁCIL...

. BIRRAS... COISA MAI LINDA...

.E já disse tanto...

. Julho 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Free Blog Counter

Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2008

O DÓ DÓI DO PIPOCA

Pois é... o meu pipoca resolveu acabar o ano em grande e vai de fazer um corte na sobrancelha!! Pregou um belo susto à avó.

 

Pelo que a pobre da minha mãe me contou, angustiadíssima, ela estava na loja a atender dois clientes. Ele, como é hábito, sentadinho na montra que é baixinha. Ao lado da montra há um móvel que, com ele sentado, fica ao nível da cabecita dele. Pelos vistos desequilibrou-se, caiu e bateu com a cabeça no móvel. Mas tão rápido que a minha mãe nem se apercebeu, e ele nem chorou!! Passado um bocadinho o cliente repara que a sobrancelha inchou um bocadinho, a minha mãe vai ver e tinha sangue. Fez um corte pequeno na sobrancelha, mas ficou na boa!! A minha mãe é que ia tendo um treco. Levou-o logo à farmácia onde disseram que era mais um vinco que um corte... era superficial e bastava lavar com betadine para estancar o sangue e desinfectar. Lá acalmaram a minha mãe, que estava prestes a desatar a chorar!! E ficaram todos admiradíssimos por ELE não chorar... aliás, ainda se riram quando a minha mãe lhe perguntou como foi e ele abalou direito ao móvel e começou a bater-lhe e a dizer " Má, má!!!"

 

Eu realmente já tinha percebido que ela suporta muito bem a dor, porque passa a vida a cair e raramente chora ou se queixa, e quando o faz passa rápido, agora a este ponto??? Rico filho, és o valentão da mãe!!!

tags:
publicado por Antes assim... às 14:19

link do post | comentar | favorito
|

DESABAFO...

Bom, este blog serve essencialmente para desabafos, e eu estou que nem posso… comigo mesma! É que sou estúpida todos os dias. Feita parvinha lembrei-me que neste Natal podíamos tirar uma fotografia de família – eu, marido e pipoca – vestidos de vermelho, mandar fazer um poster e oferecer aos nossos pais como prenda. Estúpida, que nem me lembrei que alguém se podia lembrar que eu o estaria a fazer com segundas intenções, como as de provocar, por exemplo. Parece-me que deve ter sido isso que o marido ficou a pensar, porque primeiro achou a ideia gira e depois já me veio dizer que os pais dele não iam achar jeito nenhum àquilo. Agora a estúpida pergunta “Porquê??”. Será porque íamos dar um retrato de uma família feliz (pelo menos, seria isso que iria aparentar)??? Será porque é uma afronta os meus sogros receberem uma fotografia da nora?? É que, que eu me lembre, foram eles que me ofenderam e desrespeitaram, por isso seria eu que não deveria querer vê-los nem pintados...

Mas não, a estúpida não percebeu as consequências de uma ideia que achou tão bonita e vai daí resolveu remediar a coisa. Escolhi uma sequência de fotografias lindíssimas com o meu pipoca nu deitado na minha cama, mandamos fazer um poster gigante, que ficou lindo de morrer, e oferecemo-lo no Natal aos nossos pais. Agora digam-me se não sou mesmo estúpida. Em primeiro, tinha muitas razões para não querer dar fotografias do pipoca aos meus sogros. Em segundo, sou estúpida ao ponto de lá no fundo ficar a achar que isso lhes ia amolecer os corações, ganhar um bocado de peso na consciência, e pensar que bem que podíamos dar-nos todos bem e que não valia a pena andarem a fazer-nos tanto mal e, quem sabe, pensarem em vir conversar comigo, pedir desculpa…. Estúpida, mil vezes estúpida!!!! Ora se eu nem posso ouvir falar deles que fico a tremer, porque é que no meu interior gostava que eles me pedissem desculpa e pudéssemos tentar começar um relacionamento, no mínimo, normal?? Porque sou estúpida. Porque sei que o meu marido me culpa por esta situação com os pais. Porque acho que se nos falássemos eu podia dar-me melhor com o marido. Porque aí ele já não me ia culpar. Será??? Só sei que sou estúpida, porque o que seria justo era que o filho lhes mostrasse que não têm razão. Que está do meu lado, que concorda com as minhas decisões, que eu venho primeiro... mas ele já me deixou bem claro que é completamente ao contrário. Então porque é que sou tão estúpida que deixo que a minha vida se arraste, contra tudo o que sou e sinto?? Porque deixo de ser eu?? Porque é que de repente questiono tanto as minhas escolhas. Eu não queria ter dúvidas de que tu foste a escolha certa marido. E eu não as tinha… até me teres mostrado o terceiro lugar em que estou na tua vida. Ora se tu na minha estás em primeiro com o pipoca é errado eu querer sentir-me em primeiro também? Tenho que me sentir todos os dias triste? Decepcionada? Revoltada? È que detesto sentir este ódio dentro de mim... e não sei como me ver livre disto.
 
No Natal a tua avó não me deu prenda... claro, se me deixou de falar, porque haveria de se lembrar de mim agora?? Não me ralo da prenda, que normalmente era boa era para a quermesse da festa... mas é a atitude. Raios, eu não lhe fiz nada. Nem a ela, nem ao teu padrinho, que me viu na feira e fingiu que eu era invisível... Agora vêm os tios do norte fazer a passagem de ano nos teus pais, será que me vêm ver? Claro, o mais certo é abalares tu com o pipoca para os ir ver. Como se a tua família fosses tu e ele. E eu? Não vês como isso me magoa? Eu não fiz mal a ninguém... porque me tratam como se eu não existisse? Deixas-te de ter mulher? Achas normal que toda a gente me deixe de falar só porque os teus pais me deixaram de falar? Porque é que não reages?? Tu, que me disseste que não era por eu me dar mal com os teus pais que tu também te ias dar mal com eles... mesmo sabendo as razões deste “dar mal”.
 
Mas reagir para quê, não é marido? Se são eles que têm o dinheiro... se não podes ser contra a tua mãe, porque nesse caso ela dá tudo à tua irmã. Mas que raio de mãe diz ou dá a entender uma coisa destas a um filho?? Isso é amor de mãe?? Se te amasse verdadeiramente não respeitaria a tua mulher, a tua vida e não faria tudo para não te causar tristeza? Será que eu estou a ver assim tão mal as coisas???
 
Infelizmente isto tudo afastou-nos. Perdemos aquela cumplicidade que nos unia, que fazia com que bastasse olhar um para o outro para saber o que queríamos ou sentíamos. Tu refugias-te no trabalho. È de dia, de noite, ao fim de semana... eu já não tenho vontade de falar contigo. Tu sais com os teus amigos, para quem queres tens sempre tempo... eu nem um café com uma amiga bebo há 18 meses, e sempre que te peço a tua companhia, não tens tempo... Tu não me ouves, não me entendes, não procuras mudar um milímetro da tua atitude, mesmo que reconheças que estás errado. Continuas a viver na ilusão estúpida de querer ser rico. Para quê? Não vês os teus pais? De que lhes serve a riqueza se são pessoas más, mesquinhas, ciumentas e não se dão com ninguém? Só pensas em criar empresas, comprar carros, fazer cartões, logótipos, publicidades... e armas uma briga do tamanho do mundo sempre que eu abro a boca para dizer que preciso de ir às compras para casa, ou comprar uma prenda de anos, ou qualquer outra coisas, seja de que valor for. Nunca é altura quando sou eu a dizer que é preciso comprar. Infelizmente, e eu sei que não gostas que o diga, mas é a verdade... és tão infantil! Tens sempre dois pesos e duas medidas... para ti, a mesma situação é vista de maneira diferente, caso seja passada contigo ou com os teus pais, ou se passe com outras pessoas. Não sabes ser justo e imparcial. E passas o dias a perguntar-me se estou amuada… por favor!! Ainda ontem quiseste levar o nosso filho a casa dos teus pais às 21.00H. Fazia frio, ele está constipado. Eu achei que tu como pai deverias perceber que não era o melhor para ele. Mas se eu dissesse que era melhor não ires, ias achar que era implicância minha por ele ir ver os teus pais... E eu, estúpida, dano-me por ver que pões em primeiro lugar o bem estar dos teus pais e só depois o do nosso menino, mas não digo nada, com receio de causar mais uma briga... mais uma discussão. Estúpida, porque deveria cuidar do meu menino e não o fiz. Por ti, que não o mereces. Estúpida, que tive como paga o nosso menino piorar e passar a noite com ele ao colo... e hoje estou cheia de dores nas costas que mal me mexo. Acabo o ano a sentir-me uma estúpida... a ver que não aproveito a minha vida como devia... a não conseguir ser feliz com o que tenho...
 
Só tu, filhote, me dás alegria e razão de viver! Os teus miminhos e as tuas festinhas revigoram-me e fazem-me perceber que vale a pena viver por ti e pelos momentos que passamos juntos.
 
Não sei se quero entrar em 2009, não me apetece mais um ano assim...
publicado por Antes assim... às 11:51

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

FELIZ ANO NOVO!!!

 

A todos desejo um Feliz 2009!! Uma boa passagem de ano, e a perspectiva de que 2009 seja um ano melhor que 2008, de mais felicidade, de mais concretização pessoal e profissional, de muitas surpresas boas, de tudo de bom!!

 

O que desejo para mim, desejo para todos, por isso, desejo mesmo um 2009 revitalizador... sim, sim, continuo a dizer que a esperança é a última a morrer!!!

publicado por Antes assim... às 12:25

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008

SEGUNDA FEIRA... A ÚLTIMA DE 2008

O pipoca está constipado e muito entupido... desde sexta feira que não dormimos uma noite em condições. O narizito já começa a ficar vermelho e ele reclama muito quando tento assoa-lo... o tempo não ajuda, mas esta constipação é em grande parte consequencia de 4 dentinhos a nascer! Hoje ficou a dormir no quentinho da cama dele, e a minha mãe foi lá para casa! Avós boas!!!

 

Eu comecei ontem à noite com arrepios e a cabeça a pesar... ataquei com dois comprimidos e mandei o marido à farmácia comprar pastilhas para a dor de garganta que já ameaçava. A sacana da gripe apanhou-me em baixo por andar a dormir mal... hoje estou assim assim, vamos ver!

 

O chefe apareceu encasacado e engripado... sim senhora, a coisa está muito bonita!! Que tal irmos todos para casa??

publicado por Antes assim... às 09:29

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008

VOLTEI...

Só para dizer que o Natal correu muito bem!! O meu menino vibrou com a casa cheia das pessoas que mais adora. Ele correu, riu, fez gracinhas, birrinhas, de tudo um pouco. Começou a abrir as prendas às 23.00H porque começava a mostrar cansaço e sono. Adorou... embora ainda não perceba porque está a receber tanta prenda. No inicio estava feliz com a primeira e já nem queria abrir as outras. Depois abria uma e corria a mostrá-la e a guardá-la num cantinho, depois vinha ter comigo a dizer "Maix, maix!!". Quando terminamos apercebi-me que de um lado uns montavam a mota, outros brincavam com a pista, outros com a mesa educativa, outros com o carrinho telecomandado e ele cirandava à volta da sala a olhar tudo e todos... os adultos deliraram tanto como ele com os presentes, mas ficaram muito mais entretidos!! Conclusão, aguentou até à 1.30H!!!

 

Correu tudo muito bem, comida a mais, mas é o normal nestas alturas!! Também recebi a minha dose de presentinhos, muito úteis e bem ao meu gosto, que mais ou menos todos sabiam o que eu gostava de ter... Recebi o livro que tanto queria, o equador (grande chefe!!), um sabonete decorativo, uma vela de Natal, uma linha de produtos para o corpo com aroma de framboesa (Cúmplice P. obrigadinha, ontem no fim do banho eu estava deliciosa!!), uma camisola, uma mala e umas botas roxas, uma parca azul escura, bombons, 2 colares, 1 corrector de olheiras e dinheirinho!! Bem bom!!

 

Agora vir trabalhar à sexta feira, depois de dois dias em casa??? Quando todos estão de férias e não há movimento??? Por favor... quero ir para casa porque tenho sono, muuuito soninho!!!

sinto-me:
tags:
publicado por Antes assim... às 14:26

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

NATAL III

 

 

 

A todos, votos sinceros de um Feliz e Santo Natal! Que seja passado em Paz e Harmonia, junto de quem mais gostam!!

sinto-me:
tags:
publicado por Antes assim... às 12:03

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

O FIM DE SEMANA

O fim de semana já passou... e foi uma animação!! Ó se foi!!!

No Sábado viemos à festa do meu trabalho. Nesta festa confraternizaram idosos e familiares, membros da direcção, funcionários administrativos e restantes funcionários. E foi bem divertido. O meu pipoca adorou! Mas começando do começo, eh eh eh... de manhã, em jeito de preparação, disse-lhe "filhote, hoje vamos a uma festa, no trabalho da mãe. Vais ver os velhinhos...", e interrompe-me ele " À mémé, à pipi...". Pois, o meu filho lá achou que velhinhos era uma nova espécie de animalzinho que ia ver!!!

 

No fim do almoço preparei-o para ir dormir a sesta, mas entretanto chegou a tia P. (a colega de trabalho e cúmplice) e ele ficou histérico. Claro que já não dormiu, e vesti-lo enquanto os dois a brincavam foi uma aventura!! Antes da festa passamos na casa da tia P. que está quase prontinha (e está linda amiga!!). O menino pipoca aproveitou para deixar a sua marca e espetou a mão na parede acabadinha de pintar... de vermelho!! Abençoadas toalhitas...

 

Lá seguimos para a festa, e o menino portou-se lindamente. Deu beijinhos, mais cinco e apertos de mão. Mostrou-se sorridente e simpático com todos, andou em alguns colos e aproveitou para apertar as bochechas de uma princesa envergonhada... mas também, estavam tão apetitosas, não é filho? Estavam mesmo a pedi-las!!! Não quis entrar na sala onde os velhinhos cantavam as cantigas de Natal, e ainda bem, porque não parou um segundo. Correu o pátio todo, a ver os pipis, a brincar com as cadeiras, dançou, bateu palmas, infernizou a vida à princesa envergonhada... enfim, estava satisfeito da vida!! Claro que colheu muito elogio, para contentamento da mãe babada!! Seguiu-se o lanche, e foi vê-lo atacado aos croquetes e a pedir frango à tia V. que quase não dava vencimento, com ele de um lado a pedir "Maix, maix" e a filhota dela de boca aberta, qual passarinho esfomeado no ninho!!! Foi bem divertido, mas tivemos que sair mais cedo, porque o sono apertava, e à noite havia jantar fora...

 

Chegou a casa e já dormia... à noite fomos jantar com dois colegas do pai e as respectivas mulher e namorada, e a Nô nô (a princesa do casal casado, com 3 aninhos, e muito engraçada). Sentámos o rapaz ao lado da rapariga e adivinhava-se um jantar no mínimo "mexido". Engano!! Os dois portaram-se maravilhosamente bem. Primeiro, porque são os dois "bons garfos", e comeram que se fartaram, sozinhos e muito bem comportados. O meu até a beterraba da salada provou... e gostou!! Quase no final, nós, os pais, os tontinhos, lembrámo-nos de os elogiar... bem... passaram-se e começaram a fazer das deles. Foi coisa pouca, que a tia A., sem filhos mas com muito jeito para a coisa, tirou-os das cadeiras e conseguiu entretê-los bem comportadinhos até ao fim. Saímos de lá muito orgulhosos dos nossos meninos, e com vontade de repetir. É que apesar de nos encontramos apenas cerca de 3 vezes por ano, parece que nos vemos todos os dias e estes jantares sabem sempre muito bem. Rimos que nem uns perdidos, e a maior parte da vezes das mesmas historias!!! Chegados ao carro o pipoca "aterrou"!! Ou não tivesse sido um dia em cheio para ele!!

 

O Domingo foi mais calminho. Jantamos em casa da minha mãe, com os meus tios e o meu afilhado. E é sempre uma animação... o meu pipoca sempre a surpreender tudo e todos com as gracinhas e as habilidades... e principalmente com as conversas... estamos todos ansiosos pela noite da consoada!!

sinto-me:
publicado por Antes assim... às 11:20

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

NORMAL

Finalmente o meu blog voltou ao que era... quer dizer, para mim, porque para os outros nunca mudou!!! Um bocado mal agradecido, este blog . Uma pessoa não percebe nada disto, esmera-se para que fique bonitinho e ele faz-me destas...

 

Mas graças à rápida e simpática ajuda da equipe do sapo, na pessoa do Pedro (obrigada, porque foi muuuuiiito paciente!!), lá consegui resolver o problema. O qual até teria sido resolvido mais rapidamente, não fosse eu uma ignorante nestas andanças... mas pronto, já aprendi mais umas coisitas!!

 

Obrigada Sapo!!

 

PS: Estes sapinhos todos é só para mostrar o quanto estou agradecida, eh eh eh!!

sinto-me:
publicado por Antes assim... às 15:15

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

ÚLTIMAS PICAS... POR UNS ANOS!!

Pois é, o meu fofinho ontem lá foi à consulta dos 18 meses. E está muito bem, o meu orgulho em forma de gente piquena!!! Ele falou, brincou, namoriscou, beijou, abraçou e claro... até chorou, mas por pouco tempo, para surpresa da enfermeira e contentamento da mãe! Agora picas, só aos 5 anos!!! (ufa... que eu detesto levá-lo às vacinas, apesar de saber que é para bem dele).

 

No geral, está muito bem desenvolvido para a idade. Como fala muito, foi o rei da festa, e como tem uns olhos grandes e lindos (e aqui já não é a mãe babada a exagerar, é mesmo verdade!) conseguiu a atenção de todos!! Muito sabido lá fez o seu ar de anjinho e foi vê-lo a mexer em TUDO!! Engraçado foi eu dizer à médica que ele já bebia leite na caneca, mas que à noite me pedia maminha, e ela responder "Deixe tar... é um miminho que lhe dá!". Sim, está é a médica que me disse que aos 15 meses tínhamos que desmamar!!!

 

Como já referi no post anterior, fiquei satisfeita por ela ter dito que se notava que eu não era demasiado ansiosa com ele (e não sou, cresce e come ao ritmo dele, quer comer agora come, não quer come depois... e aprende a fazer quando tiver que aprender, não há cá prazos nem datas marcadas para sentar, andar e correr...), que ele tinha ar de menino saudável, feliz e descontraído. E na verdade, temos tido a sorte de ele não ser um menino de adoecer frequentemente, e até hoje só fez febre uma vez. Espero que no geral continue assim, porque será bom sinal! Só sei que isso me fez sentir competente... não é que as mães dos meninos que adoecem não o sejam, pelo contrário, ainda o serão mais para lidar com a doença dos filhos... mas depois das atitudes que tive que tomar, reconforta-me saber que fiz o correcto, e que isso deu frutos positivos. Não sei se me consigo fazer entender... O meu filho ficou com a minha mãe por decisão minha, e é um menino feliz e descontraído. Eu sei que ela me ouve atentamente, que com ela posso dizer sinceramente o que sinto, que ela procura fazer como eu faria, para me agradar e por achar que se eu sou a mãe e faria assim, então é porque também não será mal feito... mesmo que acrescente uma pitadinha de "vícios de avó"... é inevitável. Mas tem corrido tão bem! E eu sei que o marido só não o reconhece por causa do problema com a mãe dele.

 

E se o meu filho está bem, eu estou duplamente bem!!

sinto-me:
tags:
publicado por Antes assim... às 14:56

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

...

Questionada a minha negação, falta de vontade, de confiança ou lá o que for, em deixar o meu fofinho sozinho com a minha sogra, só tenho a dizer que:

 

- Tinha o meu bebé 3 meses e estava um bocadinho tapado, com muco no narizito (que lá ia saindo com os espirros) e a minha sogra vai de me assoar a criança com uma folha de rolo da cozinha. (Para que conste, os bebés dessa idade não se assoam, aspiram-se; nessa idade não sabem respirar pela boca, coisa que só começam a controlar perto dos 9 meses - eu não inventei isto, li!!)

 

- Um dia, com também poucos meses, tinha acabado de o deitar e fui lavar a loiça. Ela chegou, o menino acordou e começou a chorar. Como ela estava lá, assim como o o meu marido, disse-lhes para irem lá; continuei a ouvir o meu bebé a chorar, cada vez mais aflito. Como não se calava, sequei as mãos, chego ao quarto e vejo um pai aflito a olhar para o menino à espera que a mãe, "que percebe muito de crianças porque já criou filhos e sobrinhos", acalme o menino; ela a insistir a todo o custo que o meu filho aceite a chucha, coisa que nessa altura já todos sabiam que ele detestava. Porque é que não lhe pegou ao colo?? Afinal, meses depois acusou-me de não a deixar pegar no menino (coisa que realmente fiz, mas a toda a gente, se o meu filho estivesse a dormir, claro...) e nesse dia foi incapaz de o acalmar;

 

- Com 1/2 meses pegava-lhe, ele começava a choramingar e lá vinha ela " Ó pá já está a chorar... o que é que ele quer?". E eu tinha de saber o que era... é que bebés dessa idade não choram por desconforto, cansaço ou simplesmente por estar ao colo de alguém com um perfume fortíssimo!!!!

 

- Até falar comigo, a primeira que coisa que me perguntava assim que entrava em casa era "Tá a dormir?", e caso eu respondesse que sim, o que era a maioria das vezes, porque ainda hoje o pipoca é um dorminhoco, ficava amuada, dizia "Tá sempre a dormir!". Dela, do marido e da mãe dela ouvia sempre mimos destes, "Só faz é dormir", "Nunca tá acordado" e melhor ainda "Já o puseste a dormir outra vez??"... sim, claro que a culpa dele dormir muito era minha!

 

- Um dia chegou lá a casa e o pipoca estava a dormir... depois de fazer uma cara feia perguntou pela roupa que as cunhadas tinham mandado de França. Eu estava a lavar a fritadeira, de luvas e avental, então, e de forma a mostrar-lhe que entre nós ainda havia confiança (porque já a tinha notado diferente) disse-lhe "Olhe, estão no quarto do menino, no roupeiro". Era a única roupa de Inverno que ele tinha no roupeiro, ela sabia o tipo de peças que elas tinham mandado, portanto não era difícil. Chegou-me à cozinha com tudo na mão a perguntar se era aquilo, porque tinha que dizer às cunhadas se o tamanho estava bom. Estranhei... mas disse que sim e que eu já tinha visto que o tamanho estava bom... Mais tarde, fez as queixas ao marido, que depois me atirou à cara que fui incapaz de mostrar as roupas à minha sogra. Eu contei como tinha sido, ele respondeu que ela não adivinhava quais eram... expliquei que eram as únicas... calaram-se com ar de "Não nos convences"!

 

- Estando sozinha em casa, não abria a porta a ninguém quando estava a dar mama ou banho ao menino. Ela, tal como outros familiares, sabia disso, portanto quem queria esperava que depois eu ia sempre ver se ainda lá estavam. Ela nunca esperava mais de 1 minuto. Acusou-me de a deixar na rua com os vizinhos a ver. Eu expliquei-lha a razão e ela disse que respeitava mas não aceitava... mas quem respeita não aceita?? Também lhe disse que nesses momentos nem ao Papa abriria a porta. Respondeu-me em tom alto e de dedo em riste "Mas eu não sou o Papa. Sou a TUA SOGRA." Peço desculpa, mas ainda hoje isto me faz rir, de tão estúpido que é...

 

- Acusou-me de ter uma relação especial com a minha mãe e, por isso, ir sempre visitá-la... acusou-me de mentirosa e aldrabona, tendo a lata de mentir a olhar-me nos olhos, de me ouvir a repor a verdade e limitar-se a voltar-me as costas.

 

- Disseram ao meu marido, que se ele quisesse (ou seja, se me deixasse ou me mandasse fazer as coisas como eles queriam) teriam tudo deles, o dinheiro que fosse preciso...

 

- Quando resolveu falar do problema que estava a crescer entre as duas não veio ter comigo... foi fazer as queixas ao filho, que por sua vez veio chatear-se comigo...

 

- Com 8 meses, o pai levou-o a casa deles, e ela deu-lhe morangos... fruto que só se deve dar a partir do ano de idade, porque pode causar alergias!

 

- Há bolachas para a idade dele, também pode comer as Marias... e de vez em quando uma ou outra mais gulosa... ela insiste em dar-lhe bolachas de manteiga e até manda pacotes lá para casa....

 

Em resumo, fico por aqui. Aliás, bastava-me qualquer uma única destas razões para quebrar a minha confiança de mãe super galinha. O simples facto de questionarem constantemente e porem em causa a minha forma de educar o MEU filho é o suficiente para isso. A minha mãe, que é minha mãe..., tem que me ouvir e eu digo-lhe exactamente como quero que as coisas sejam feitas com o pipoca. Por vezes ela questiona, eu respondo, mas no essencial eu digo e ela aceita. Posso ser demasiado exigente, aceito que tenha a mania de que a ele eu faço melhor que os outros, mas gaita, é o meu filho!! Além disso, o facto de ouvir os elogios da médica de família ontem, que me disse que se notava que ele era feliz, saudável, bem criado, descontraído só me fez sentir bem comigo mesma, e nadinha de nada arrependida da minha exigência! Cada um é como cada qual... há mães exigentes e outras relaxadas, os filhos de umas não são nem melhores nem piores do que os das outras, por isso, haja bom senso e respeito, mesmo que não se concorde ou se pense que se faria de outra forma!

 

Eu sei marido, que tu não vais ler isto, pelo menos nos tempos mais chegados... também sei que não te respondi (com isto tudo) porque mais vale estar calada, se falar não muda nada! Quem sabe um dia me venhas a compreender...

 

sinto-me:
publicado por Antes assim... às 09:52

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.links

.tags

. todas as tags